Logo | Uniprag

São Paulo: (11) 3876-8500 Uniprag em outros estados: 0800 704 1528

São Paulo: (11) 3876-8500

Uniprag em outros estados: 0800 704 1528


Redes Sociais:

baratas

Dedetização de Baratas

dedetização de baratasAs baratas tem sido um grande incômodo para as pessoas no ambiente urbano, com isso as baratas sempre foram vistas como grandes vilões e conseqüentemente sua coexistência no ambiente doméstico não é tolerável de nenhuma maneira.

Na década de 40 começaram a surgir os organoclorados com seu maior representante o DDT. Ao final da segunda Guerra Mundial este princípio ativo começou a ser utilizado em áreas urbanas e agrícolas para o controle de insetos pragas, entre eles a barata.

Tanto foi importante a utilização deste princípio ativo que as empresa que começaram a prestar este serviço de controle de pragas com o DDT ficaram conhecidas como Dedetizadoras.

Com a proibição e o banimento do DDT os outros grupos químicos como os Organofosforados, Carbamatos e Piretróides, tornaram-se opções para o controle químico das baratas. Mesmo com o surgimento de novos princípios ativos, o controle de baratas até meados da década de 80 não mudou, ficando este limitado a pulverização de inseticidas líquidos no ambiente e polvilhamento de inseticidas sólidos (pó seco) em locais onde os produtos líquidos não podiam ser aplicados.

Apesar de apresentar certa eficiência o controle químico tradicional possui diversos riscos, como o risco para o operador, risco de contaminação de produtos alimentícios, superfícies, utensílios domésticos, etc. risco de intoxicação para os usuários do local tratado, risco de intoxicação de animais não alvo e os riscos ambientais. Além dos riscos descritos, a metodologia possui algumas limitações, como o ambiente necessitando estar totalmente vazio para sua aplicação e para minimizar os riscos e as próprias limitações da metodologia em si.

No controle de B. germânica, por exemplo, as ninfas de 1º e 2º instares se abrigam em frestas muito estreitas que muitas vezes não são atingidas pelo produto líquido, com isso estes insetos podem permanecer no abrigo durante até 30 dias sem se alimentarem, e como os princípios ativos atuais não possuem um residual muito grande, estes insetos ficam aguardando um melhor momento para saírem do abrigo. Ao saírem do abrigo estes indivíduos irão entrar em contato com uma quantidade pequena de princípio ativo que não é suficiente para levar estes insetos a mortalidade, e com isso pode causar certa resistência desses insetos aos inseticidas aplicados.

Com a limitação do método tradicional, surgiram iscas tóxicas para baratas. A iscagem para controle de barata é uma metodologia muito interessante, como a isca possui um atrativo alimentar, não causando repelência, e atingindo todas as fases de desenvolvimento das mesmas. 

Apesar de todos estes benefícios, as iscas também possuem sua limitação. O fator determinante de uma isca ser eficaz no controle de baratas ou não é a qualidade de seu atrativo alimentar, pois a isca irá competir diretamente com o alimento disponível no ambiente, portanto se a barata não deixar de comer o alimento disponível no ambiente e se alimentar da isca, a mesma não terá nenhuma eficácia. Outro fator importante de se observar antes de realizar a iscagem é a temperatura do ambiente, pois a isca em locais muito quentes (acima de 50º) derrete, perdendo assim o seu atrativo. Outro grande inconveniente da isca é que se esta não for consumida, irá ressecar e mudar de aparência e deixar resíduo no local onde foi aplicado. O gel, por exemplo, não deve ser aplicado algumas superfícies, pois este pode manchá-las.

Para uma correta iscagem utilizando gel, é importante a aplicação ser realizada com um equipamento de precisão, que permita aplicar diversos tamanhos de gotas. É mais importante a aplicação de pequenas gotas em uma maior quantidade de locais do que aplicação somente em alguns pontos, mas de gotas grandes. Pois lembrando gotas não consumidas ficam no ambiente deixando um aspecto estético péssimo, além de não ter nenhuma eficiência.

Um fator importante de citar das iscas é que apesar de eficiente para o controle de P. americana esta metodologia não é muito eficaz, pois a P. americana é um inseto muito grande, e se aplicarmos uma gota de 1 grama no ambiente esta gota pode ser consumida somente por um inseto. Isto é, o controle será eficiente, pois mata o inseto que se alimentar da isca, mas não será eficaz, pois não controla a população como um todo.

Não existe uma melhor metodologia de controle de baratas, todas possuem seus benefícios e suas limitações. 

Nos locais que existe uma infestação de baratas, o ambiente reúne o mínimo de condições básicas para o desenvolvimento desta praga, como a Água, Alimento, Abrigo e o Acesso a este ambiente. A análise do ambiente nos permite traçar uma metodologia de controle sem efetivamente aplicarmos inseticidas no ambiente, a qual denominamos de Controle Integrado de Pragas ou CIP, que são as combinações de medidas corretivas que podemos realizar em um ambiente para eliminar uma daquelas condições ambientais básicas para a sobrevivência das baratas.

Na Termitek UNIPRAG você encontra excelentes soluções para a dedetização de baratas, protegendo com o máximo rigor o ambiente e a saúde dos clientes. O trabalho é inteiramente planejado para cada local e executado por profissionais capacitados e com grande conhecimento de problemas relacionados a estes insetos.

 

Além de São Paulo, você encontra nossa qualidade em todos esses estados.

Temos ampla cobertura nacional para atender a sua necessidade!


Ou envie-nos uma mensagem pelo formulário abaixo:

Solicite Orçamento