Dedetização de mosquitos é essencial para sua segurança!

Um pequeno inseto pode derrubar um homem se houver falta de dedetização de mosquitos
controle de mosquitos
Nem o gigante Golias da Bíblia poderia sobreviver a um mosquito, se ele estivesse com o vírus de doenças como dengue ou malária, por exemplo. Até o homem mais forte sucumbe com febre alta, dor no corpo e na cabeça, fraqueza, falta de apetite de outros sintomas terríveis que vem junto da enfermidade por causa de uma picada. A dedetização de mosquitos é questão de saúde pública.

Não apenas o mais famoso Aedes aegypti pode causar problemas, como também o Culex, Anopheles e outras espécies que ficam vagando pelo ar. É até difícil perceber a chegada dos insetos, pois alguns são bem silenciosos, diferentes do pernilongo, por exemplo, que possui um som mais perceptível. Quando você menos percebe, já foi picado. A prevenção com o dedetização de mosquitos é importante para evitar essa aproximação tão fácil.

Conheça as principais doenças pela falta de dedetização de mosquitos
dedetização de mosquitos
Por incrível que pareça, os seres mais mortais do mundo são os mosquitos. Eles fazem milhões de vítimas todos os anos. Algumas doenças podem causar apenas mal-estar, já outras podem levar à morte. Os mosquitos não são insetos inofensivos, apesar do seu tamanho.

[kkstarratings]

dengue-dedetizacao-de-mosquitos
Dengue – a doença mais famosa
Ela estampa todos os jornais nos meses de janeiro e fevereiro. Só não é mais popular do que o Carnaval. O mosquito da dengue se aproveita da aglomeração de pessoas para atacar de dia. Alimento é o que não falta para as fêmeas do mosquito desenvolverem seus ovos, originando mais mosquitos. Com essas atividades intensas, é um pulo para se formar uma epidemia.

Existem 4 tipos de dengue. As do tipo 1 e 2 são as mais comuns e as do tipo 3 e 4 são as piores (geralmente atacam a quem já teve dengue). Os mosquitos voam próximos a seu local de origem, cerca de 200 metros e voam em altura baixa, até 1,5m.

Os sintomas aparecem entre 5 e 6 dias após a picada. Esse é o chamado período de incubação. Após essa fase, os sintomas se manifestam como febre alta, dor de cabeça, no corpo e nas articulações, moleza, apatia, falta de apetite. Na dengue hemorrágica os sintomas se agravam rapidamente com insuficiência circulatória e choque, podendo levar a vítima à morte.

Zika – a doença que preocupa as mães
A Zika foi uma grande preocupação para grávidas. Isso porque a doença, semelhante à dengue, possui um agravante a mais: casos de microcefalia em bebês. A condição é resultado de um desenvolvimento anormal do cérebro.

Órgãos de saúde ainda investigam mais a fundo sobre a relação do vírus da Zika com a microcefalia. A verdade é que casos desse tipo de condição aumentaram com o surto da doença.

Por enquanto não existe vacinação para a doença, que deve ser criada em 2 anos. Os sintomas são leves e duram até 1 semana. A vítima pode sentir febre, erupção cutânea, olhos vermelhos e dores pelo corpo.

doença dedetização de mosquitosChikungunya – a doença que curva
A Chikungunya também é semelhante à dengue. A diferença é que o vírus ataca diretamente as articulações do indivíduo. Isso faz com que a vítima fique curvada de tanta dor. O nome da doença vem da Tanzânia e significa “aquele que se curva”.

Os sintomas aparecem 1 semana depois da picada e se caracterizam por dores no corpo e nas articulações, fadiga, febre, calafrios, náuseas e vômitos. A contaminação acontece apenas 1 vez, diferente da dengue, que pode ser reincidente.

Estas são apenas algumas das doenças que os pequenos mosquitos podem transmitir para o ser humano. O dedetização de mosquitos é o serviço especializado para reduzir a população dos insetos e impedir estragos sérios na saúde pública. A iniciativa privada e a população, além do governo tem que combater os mosquitos de maneira integrada, para evitar epidemias em países suscetíveis às doenças, como o Brasil. Solicite um orçamento sem compromisso!

Deixe um comentário

A UNIPRAG está presente em todo Brasil

Conversar
Precisa de ajuda?