Confirmada a terceira morte por febre maculosa em 2015

Foi confirmada pela Prefeitura de Valinhos a terceira morte causa por febre maculosa na cidade nesse ano. A vitima foi um homem de 42, morador de Itu (SP), mas que estava temporariamente na casa de um parente no município.

Se trata de uma região com extensão verde e presença constante de capivaras e, por isso, possui três placas indicativas em determinados pontos onde poder haver infestação de carrapato-estrela.

Tempo seco – O número de casos de febre maculosa aumentam sempre no período de estiagem, o mais propício para proliferação dos carrapatos e as capivaras são as principais hospedeiras.

Casos anteriores – De acordo com a prefeitura, o primeiro óbito registrado na cidade neste ano ocorreu no dia 25 de março, cujo a vítima era um morado do Jardim Santa Rosa.

Já o segundo registro foi de em julho. A vítima, um homem de 54 anos, morava no bairro Parque Figueira.

No ano passado, foram contabilizados cinco casos de febre maculosa, sendo dois deles com óbitos.

Fonte
Foi confirmada pela Prefeitura de Valinhos a terceira morte causa por febre maculosa na cidade nesse ano. A vitima foi um homem de 42, morador de Itu (SP), mas que estava temporariamente na casa de um parente no município.

Se trata de uma região com extensão verde e presença constante de capivaras e, por isso, possui três placas indicativas em determinados pontos onde poder haver infestação de carrapato-estrela.

Tempo seco – O número de casos de febre maculosa aumentam sempre no período de estiagem, o mais propício para proliferação dos carrapatos e as capivaras são as principais hospedeiras.

Casos anteriores – De acordo com a prefeitura, o primeiro óbito registrado na cidade neste ano ocorreu no dia 25 de março, cujo a vítima era um morado do Jardim Santa Rosa.

Já o segundo registro foi de em julho. A vítima, um homem de 54 anos, morava no bairro Parque Figueira.

No ano passado, foram contabilizados cinco casos de febre maculosa, sendo dois deles com óbitos.

Fonte

Deixe um comentário

A UNIPRAG está presente em todo Brasil

Conversar
Precisa de ajuda?