São Paulo: 11 3876-8500

ESCORPIÕES

Gostou? compartilhe!

imagem

Escorpiões são os aracnídeos mais temidos pelos humanos

Quem deseja se confrontar com um escorpião, afinal? O animal é pequeno, porém algumas espécies possuem venenos perigosos para a saúde humana, principalmente para pessoas sensíveis como crianças e idosos, por exemplo. Possuem um ferrão, chamada de aguilhão com uma glândula de veneno que assusta.

Com o desmatamento de algumas regiões, os escorpiões avançaram, inclusive, para centros urbanos. Com isso eles invadem residências, escritórios, galpões, depósitos e outros locais que oferecem abrigo e alimento.

São considerados pragas urbanas e seu controle deve ser realizado para evitar aumento indiscriminado de indivíduos.

 

Os escorpiões encontram-se distribuídos em todas as regiões brasileiras e nos mais diversos ecossistemas.

Porém, o aumento de sua população acontece nos períodos mais quente e chuvosos como na primavera e no verão.

As principais espécies existentes no Brasil são: Tityus serrulatus, Tityus stigmurus e Tityus bahiensis.

Ao contrário do que se pensa, os escorpiões não atacam as pessoas. Quando picam, eles apenas se defendem de um membro que invadiu o seu território. Como os animais se abrigam em locais inesperados, é fácil se surpreender com um deles no meio de pedras, entulhos e até calçados dentro de casa.

Para que não ocorram acidentes é primordial ficar atento e ao menor sinal, realizar o controle de escorpiões com uma empresa especializada. Não tente combater o animal sozinho e nem utilize inseticidas que vão causar intoxicação e não vão resolver o problema.

Clique na imagem para ampliar.

Biologia do Escorpião


AS TRÊS ESPÉCIES DE ESCORPIÕES MAIS COMUNS NO BRASIL SÃO:


mpitemporario.com.br/projetos/termitek.com.br

Escorpião amarelo

É a espécie de escorpião que causa mais acidentes. Além de se reproduzir por partenogênese, possui hábitos intradomiciliares. Seu veneno é perigoso para a saúde humana, agindo no sistema nervoso da vítima. A picada provoca dor intensa no local atingido e se amplia por todo o corpo. O indivíduo fica sensível a qualquer toque no corpo. Age, principalmente, na região do bulbo, que controla a respiração. Por isso a vítima pode ter parada respiratória se não for atendida rapidamente.

Tamanho: Até 7 cm de comprimento

Cor: Cauda amarela e tronco marrom

Reino: Animalia

Filo: Arthropoda

Classe: Arachnida

Ordem: Scorpiones

Família: Buthidae

Espécie: Tityus serrulatus

DIETA: Os escorpiões se alimentam de insetos, outros aracnídeos como as aranhas, pequenos mamíferos e aves. Pode praticar o canibalismo.

HABITAT: O seu habitat natural é o cerrado, mas ele se encontra também em centros urbanos.

IMPACTO: O veneno do escorpião amarelo é um dos mais perigosos para a saúde humana. É importante não ter contato com o animal.

PREVENÇÃO: Manter a moradia sempre limpa, se livrar de entulhos e lixo acumulado, evitar deixar frestas e buracos abertos.

imagem

Escorpião do Nordeste

Essa espécie de escorpião, como o próprio nome sugere, é encontrado na região Nordeste do país. Sua cor amarelada faz com que ele se camufle no ambiente em que habita, o solo arenoso. A espécie se adaptou facilmente aos centros urbanos e pode ser encontrada também nestes locais.

A picada do animal é dolorosa e acomete principalmente pessoas sensíveis e frágeis como crianças, idosos, pessoas que possuem problemas de imunidade ou ainda com doenças que as tornam fragilizadas a qualquer intervenção externa estranha ao corpo.

Tamanho: Em torno de 7 cm

Cor: amarelo com um triângulo escuro no cefalotórax

Reino: Animalia

Filo: Arthropoda

Classe: Arachnida

Ordem: Scorpiones

Família: Buthidae

Espécie: Tityus stigmurus

DIETA: O principal inseto de sua dieta é a barata, porém ele se alimenta de outros insetos, répteis, mamíferos e aves de pequeno porte.

HABITAT: Região do Nordeste

IMPACTO: Os danos que os escorpiões mais causam são à saúde humana, proporcionando quadro de dor aguda após a picada que pode levar à morte se não for cuidada a tempo.

PREVENÇÃO: Livrar ambientes internos de umidade, higienizar os ambientes, combater pragas urbanas que estejam no interior do local e livrar-se de entulhos e lixos guardados.

imagem

Escorpião Marrom

Os escorpiões marrom causam acidentes frequentes nas áreas rurais. Não são animais tão agressivos se comparados a outras espécies. De início o animal foge, porém se o incômodo de um humano persistir, podem picar. Seu veneno é menos perigoso do que o do escorpião amarelo.

Tamanho: Varia de 5 a 7 cm

Cor: marrom escuro e claro

Reino: Animalia

Filo: Arthropoda

Classe: Arachnida

Ordem: Scorpiones

Família: Buthidae

Espécie: Tityus bahiensis

DIETA: A alimentação do escorpião preto costuma ser de insetos como baratas e grilos, aracnídeos como aranhas e larvas de insetos.

HABITAT: Possuem hábitos noturnos e se escondem durante o dia entre madeiras e pedras. Não gostam de luz. Preferem ambientes úmidos como os encontrados nas matas.

IMPACTO: O veneno do escorpião preto age no sistema nervoso, mas não possui tanto perigo quanto o do escorpião amarelo.

PREVENÇÃO: Evitar umidade no local, limpar de maneira constante o seu ambiente, reparar buracos e frestas que possuem conexão com ambiente

imagem

Ciclo de vida dos escorpiões

A maioria das espécies de escorpiões são ovovivíparas, ou seja, nascem a partir de ovos. Porém algumas são vivíparas. As fêmeas possuem uma membrana que parece a placenta e os filhotes se desenvolvem dentro da mãe, sendo o período gestativo de 2 a 3 meses.

Um indivíduo pode liberar até 20 crias, que se tornam adultos depois de 1 ano. Os animais vivem até 4 anos.

O escorpião amarelo não possui machos em sua espécie, só fêmeas que se reproduzem através da partenogênese

Prevenção contra os escorpiões – Descarte lixos e entulhos perto do seu ambiente; – Inspecione se existem buracos e frestas nas paredes, deixe-os fechados sempre; – Verifique roupas e sapatos antes de dormir, eles podem ser abrigos de escorpiões; – Afaste a cama da parede e não acumule objetos embaixo dela; – Se você precisar mexer em pilhas de madeira ou entrar em lugares como depósitos e sótãos úmidos e escuros, tome cuidado ou use luvas e botas robustas; – Deixe o ambiente sempre higienizado e cuide de vazamentos, que deixam o ambiente úmido e propício para os escorpiões.
 

imagem

Whatsapp Termitek - Uniprag Whatsapp Termitek - Uniprag Whatsapp Termitek - Uniprag Whatsapp Termitek - Uniprag Whatsapp Termitek - Uniprag Whatsapp Termitek - Uniprag Whatsapp Termitek - Uniprag Whatsapp Termitek - Uniprag