A invasão dos escorpiões

Cientistas de diversas instituições se reuniram em São Paulo para discutir a proliferação do aracnídeo na região Sudeste e a ameaça ficou clara. Os escorpiões amarelos (Tityus serrulatus) e os escorpiões marrons (Tityus bahiensis), que vivem na região Sudeste, são responsáveis por oito em cada dez casos de picadas no país.

“Há dezoito anos notamos que o crescimento urbano vem multiplicando o número de escorpiões”, acusa Vera ReginaVon Eickdsted, a bióloga do Instituto Butantan, onde são preparadas, em média, 20 000 ampolas de soro antiescorpiônico por ano.“As pessoas produzem muito lixo e o escorpião, além de viver em entulhos, adora comer baratas. Eles também apreciam habitar em casas com tijolos furados.”

A cidade de Sertãozinho, Noroeste e São Paulo, era local de concentração dos escorpiões, principalmente nas residências. Agora, o aumento dos bichos tem feito outras cidades e regiões vítimas de infestação.

Para esses animais, parece um bom negócio acompanhar o homem e a migração dos escorpiões vem preocupando os cientistas.“As pessoas precisam tomar cuidados extras com a limpeza”, adverte a médica Márcia Jones, do Centro de Zoonoses de São Paulo. “As picadas costumam ser fatais em crianças, quando o socorro não é imediato.

Fonte
http://super.abril.com.br/comportamento/a-invasao-dos-escorpioes

Problemas com o controle de pragas?

Deixe um comentário

A UNIPRAG está presente em todo Brasil

Conversar
Precisa de ajuda?