São Paulo: 11 3876-8500

Descupinização: conheça as principais espécies de cupins

Gostou? compartilhe!

Descupinização: conheça as principais espécies de cupins

O método da descupinização depende do tipo de espécie da infestação

É uma situação péssima encontrar pó de cupim em seus móveis ou objetos. O inseto é conhecido como inimigo invisível porque vai destruindo os lugares que contém celulose bem devagar e sem ser percebido. Por conta dessa atividade, pode levar anos para ser encontrado.

Um dos sinais é o que falamos acima, que na verdade são os excrementos dos cupins. Nessa hora a descupinização é muito necessária.

Conheça as espécies de cupins mais comuns no Brasil

É importante ter informação das principais espécies de cupins, assim você pode se adiantar e tentar descobrir qual é a espécie da infestação. Cada tipo de cupim tem suas características, veja abaixo algumas delas:

1. Cupim subterrâneo

Essa espécie de cupim é chamada assim porque constrói seu cupinzeiro geralmente em solos e subsolos. É a mais numerosa colônia desse tipo de inseto.

Ele se abriga nesses espaços porque necessita de umidade para desenvolver seus membros. Outros lugares onde você podem encontrar o cupim subterrâneo são:

– Porões;
– Poços de elevador;
– Lajes rebaixadas;
– Caixões perdidos;
– Paredes;
– Fundos de armários;
– Entre outros.

As condições ideais para a proliferação de cupim subterrâneo são: umidade, má ventilação, escuridão, inviolabilidade e temperatura.

Ou seja, se você tiver esse cenário no seu ambiente, saiba que ele é propício para a vinda dessa espécie de cupim. O cupinzeiro possui milhares de membros, podendo ser bem numeroso!

Como os ninhos do cupim subterrâneo são de difícil acesso, é importante contar com um serviço de descupinização profissional.

– Móveis (armários, cômodas, mesas, cadeiras e outros);
– Estrutura de madeira (rodapés, pisos, forros, portas e outros);
– Utensílios e objetos de madeira;
– Livros, papéis e roupas;
– Entre outros que contém celulose.

2. Cupim de madeira seca

Já o cupim de madeira seca possui uma colônia bem reduzida, com centenas de membros. Além disso, ela fixa seu cupinzeiro apenas na peça afetada. Como o nome sugere, essa espécie não precisa de tanta umidade para se desenvolver (menos de 30%).

Se comparados aos cupins subterrâneos, os cupins de madeira seca são lentos e possuem as pernas mais curtas. Alguns dos lugares que se abrigam são:

– Móveis (armários, cômodas, mesas, cadeiras e outros);
– Estrutura de madeira (rodapés, pisos, forros, portas e outros);
– Utensílios e objetos de madeira;
– Livros, papéis e roupas;
– Entre outros que contém celulose.

3. Cupim arborícola

O cupinzeiro do cupim arborícola dá para ver a quilômetros de distância. Isso porque eles ficam em árvores e tem a coloração negra. Esses cupinzeiros podem ter de centenas a milhares de insetos. Essa espécie procura seus nutrientes em madeira morta, geralmente seca e em decomposição.

São pragas terríveis para reflorestamento e para o cultivo de eucalipto e estão avançando também para os centros urbanos. Minas Gerais, por exemplo, é um lugar que está vendo suas obras históricas sendo devoradas por esses insetos silenciosos. Eles são um perigo!

Para realizar o controle adequado, a descupinização é a melhor forma de ação. Não arrisque sua vida ao subir numa copa de árvore para eliminar essas pragas! Os técnicos profissionais possuem treinamento para realizar o serviço!

Concluindo, agora você tem informação suficiente para contratar uma descupinização



Gostou? compartilhe!

Whatsapp Termitek - Uniprag Whatsapp Termitek - Uniprag Whatsapp Termitek - Uniprag Whatsapp Termitek - Uniprag Whatsapp Termitek - Uniprag Whatsapp Termitek - Uniprag Whatsapp Termitek - Uniprag Whatsapp Termitek - Uniprag