Logo | Uniprag

São Paulo: (11) 3876-8500 Uniprag em outros estados: 0800 704 1528

São Paulo: (11) 3876-8500

Uniprag em outros estados: 0800 704 1528


Redes Sociais:

aranhas

Aranhas

As Aranhas são artrópodes pertencentes à classe Arachnida e ordem Aranaea. Esta ordem possui cerca de 60.000 espécies conhecida, entretanto estima-se que este número seja bem maior. Diferente dos insetos, os adultos desta classe possuem quatro pares de patas (enquanto os insetos apresentam três pares), além disso, não possuem asas nem antenas. Possuem pedipalpos modificados em bulbo copulador nos machos e glândulas de veneno associadas às quelíceras e em sua maioria tecem teias associadas a glândulas de seda. A maioria das aranhas possui porte pequeno, entre 2 e 10 mm, mas algumas espécies de caranguejeiras podem atingir até 30 cm. As aranhas são predadores. Sendo importantes e fascinantes seres do ambiente natural, ocupam praticamente todos os habitat disponíveis. No ambiente urbano são encontradas em jardins, entretanto, algumas espécies vivem dentro de casas – estas geralmente não causam danos, mas, como tecem suas teias e deixam restos dos insetos que comem – e são consideradas indesejáveis e até perigosas, pois algumas podem incubar veneno.

As principais aranhas que podem causar acidentes ao homem são as aranhas-marrom do gênero Loxosceles, as aranhas armadeiras do gênero Phoneutria e as viúvas negras do gênero Latrodectus. Muitas outras aranhas que vivem em nossas residências não têm importância médica, tal como, as aranhas de jardim da família Lycosidae, as Pholcidae, algumas espécies de Theridiidae e de papa-moscas como as da família Salticidae, aranhas de teto dentre outras.

Em casas urbanas é muito comum encontrarmos Aranha Marrom e Aranha de Teto. A Aranha Marrom(Loxosceles) que é conhecida como “aranha assassina” por sua periculosidade, possui tamanho pequeno (a fêmea pode ter entre 8 e 15 mm, desconsiderando as pernas) e cor marrom avermelhado ou cor de caramelo. São encontradas atrás de quadros e móveis. Escondem-se em roupas sem uso e em lugares escuros com pouca frequência de limpeza. São mais ativas no período noturno. Sua picada é muito perigosa e como no início a dor não é muito intensa, as pessoas tendem a não se importar, mas depois de 12 horas (em média) a intensidade aumenta, aparecendo depois de vários dias úlceras difíceis de curar ou feridas que deixam cicatrizes significativas. Já as Aranhas de teto (de pernas longas e finas) podem ser toleradas sem medo e requerem medidas mínimas de controle.

Em jardins ou quintais é comum que se encontre Viúvas Negras e Aranhas de Jardim. As Viúvas negras (Latrodectus) são muito difundidas em nosso país. Sua aparência preta brilhante com triângulos vermelhos em forma de ampulheta na parte inferior de seu abdômen é crucial para identificá-las. Normalmente não entram em residências, entretanto, o contato com o homem é de extremo perigo, pois o veneno da viúva negra contém toxinas neurotóxicas (que afetam o sistema nervoso). A cura definitiva para sua picada consiste unicamente na aplicação do antídoto. Não são agressivas, a menos que sejam perturbadas. As Aranhas de jardim também são conhecidas como “aranhas lobo”. São grandes, peludas, corredoras, às vezes são confundidas com as “tarântulas”; medem entre 25 mm e 38 mm sem contar as patas. São caçadoras e de movimentação rápida e refugiam-se em gramados, escombros, ao pé de árvores, cipós ou em pilhas de lenha. Não tecem teias. Sua picada produz uma dor aguda que geralmente desaparece em poucas horas. O lugar da picada pode mudar de cor e também apresentar feridas com conteúdo seroso. Produz lesões cujo processo de cura é curto, com ciclo rápido de 3 a 4 dias.

A dedetização de aranhas é o modo mais eficaz de prevenção, pois elimina as que já estão presentes no ambiente, além de manter a casa protegida do aparecimento de outras. No mais, é importante fazer sempre uma limpeza periódica em quadros e objetos pendurados ou encostados nas paredes e observe também os cantos escuros de sua casa. Manter a dedetização em dia também ajuda o combate dessa praga.

AS TRÊS ESPÉCIES DE ARANHAS DOMÉSTICAS MAIS COMUNS NO BRASIL SÃO:

  • Loxosceles (aranha marrom)

  • Phoneutria (aranha armadeira, aranha-macaco)

  • Lycosidae (aranha de jardim, aranha-de-grama, aranha-lobo)

Loxosceles

Quando adultas, medem cerca de 4 cm de diâmetro, caracterizadas pela coloração marrom, pernas longas e finas. Adaptadas aos mais diferentes tipos de lugares na natureza, estão mais acostumadas a lugares secos, escuros e quentes dentro de ambientes fechados.

Phoneutria

Agressivas e venenosas, chamam atenção pelo tamanho, já que podem medir até 17 cm de diâmetro e contar com uma picada que pode comprometer seriamente à saúde de uma pessoa. Com grande variação de cor (que vai do cinza ao marrom), costumam se hospedar em casas e outras propriedades na procura de alimentos.

Lycosidae

Facilmente encontradas em pequenas áreas de contato com a natureza (jardins, plantações, criadouros, etc.), não chegam a ser nocivas como as outras espécies. A Picada da Aranha de Jardim não reage da mesma maneira que das outras aranhas, não sendo classificada como uma das mais perigosas para a saúde. Procuram se esconder do frio em casas e outros ambientes fechados.

Além de São Paulo, você encontra nossa qualidade em todos esses estados.

Temos ampla cobertura nacional para atender a sua necessidade!


Ou envie-nos uma mensagem pelo formulário abaixo:

Solicite Orçamento